Imagina se você pudesse produzir, da sua casa, um delicioso chopp artesanal? Pois é! Se a ideia te agrada, saiba que você não precisa ficar apenas imaginando. Produzir um chopp artesanal pode ser uma realidade para você! 

Neste artigo, vamos te ensinar as etapas de como fazer chopp artesanal e de listar os ingredientes e equipamentos necessários. Além disso, vamos mostrar as principais diferenças entre cerveja e chopp, como transformar um em outro, e como fazer chopp de vinho. Preparado? Então vamos nessa!

Como fazer chopp: ingredientes necessários

A base de qualquer cerveja ou chopp é a mesma: água, malte, lúpulo e levedura. Apesar de outros ingredientes serem adicionados à cerveja, como milho, arroz, grãos, especiarias e frutas, esses quatro são os essenciais e garantem a pureza da bebida. Vamos conhecer a seguir cada um deles:

Levedura

A levedura é a grande responsável pela fermentação da cerveja. Dentro das leveduras, existem duas famílias de fermentos: a Ale, de alta fermentação, e a Lager, de baixa fermentação. 

Na Levedura Ale, a fermentação acontece entre 18º e 25º graus, gerando cervejas com  aromas mais intensos e complexos. Já a Lager, é fermentada em temperaturas baixas, entre 8º e 14º graus, originando cervejas mais leves e refrescantes.

Água

Mais de 90% da composição da cerveja é água. Ela deve ser o mais pura possível, livre de impurezas, cloro, aromas e sabores. Cada estilo de cerveja tem uma água característica, que varia devido à adição de elementos químicos. 

Malte

Apesar do malte de cevada ser o mais comum, também utiliza-se malte de trigo ou centeio. O amido dos grãos de malte é convertido em açúcar, gerando álcool e CO2 durante a fermentação. Além disso, o malte também contribui para o sabor e a coloração da cerveja, dando toques mais caramelados ou até mesmo tostados, como nas cervejas mais escuras.

Lúpulo

A flor feminina não polinizada do lúpulo dá o amargor à cerveja, o que contrapõe à doçura do malte. O lúpulo também proporciona aroma e sabor à cerveja, através de seus óleos essenciais e resinas. Existe uma enorme variedade de lúpulos, e cada espécie tem uma capacidade diferente de trazer amargor à cerveja. 

Como fazer chopp: equipamentos essenciais

cervejas em uma mesa ao por do sol
Para a confecção do chopp artesanal, é necessário seguir alguns passos importantes, contando sempre com a ajuda de equipamentos próprios e essenciais.

Antes de querer aprender como fazer chopp artesanal, é preciso saber quais são os equipamentos necessários para realizar o processo. Saiba que já existem disponíveis no mercado kits completos com tudo o que você precisa para fazer sua cerveja em casa. No entanto, é legal entender para que serve cada equipamento e verificar se você realmente precisa deles. 

Por exemplo, o primeiro processo na produção de chopp artesanal é a moagem dos grãos. No entanto, você não precisa de um moedor, basta comprar maltes já moídos para facilitar um pouco o processo. 

A seguir, conheça os principais equipamentos e veja o que está faltando aí na sua casa.

A primeira etapa na produção de chopp artesanal é a parte quente. Você precisará fazer a brassagem, ou seja, o cozimento do malte para liberação das enzimas que vão converter o amido em açúcar. Nesse processo você irá precisar de: 

  • Fogareiro industrial: o fogareiro industrial é mais seguro do que o fogão da sua casa e evita o derramamento; 
  • Panela de inox: uma panela grande, estilo caldeirão, fará com que você consiga produzir toda cerveja em uma única panela;
  • BAG (saco de nylon): o saco de grãos será necessário para que você, após finalizar a conversão do amido em açúcar, retire os grãos e deixe o mosto (caldo açucarado) na panela;
  • Pá cervejeira: Uma pá resistente, de polietileno, possui alta resistência à temperaturas e permite que você mexa os grãos e o mosto dentro da panela durante o processo de brassagem.

Finalizada a brassagem, ainda na etapa quente do processo de produção de chopp artesanal, inicia-se o resfriamento, que precisa ser feito com rapidez. Para isso, é fundamental adquirir um artefato para resfriar o líquido, que pode ser ou uma serpentina de cobre ou chiller de placa. 

Também serão necessárias mangueiras atóxicas de cristal e silicone para transportar a cerveja através da serpentina ou chiller de placa e da panela para o resfriador. Por último, mas não menos importante, um balde fermentador, que armazenará a cerveja após ela atingir a temperatura ambiente e começar o processo de carbonatação, que é quando as leveduras consomem o açúcar e o transformam em gás. 

A segunda etapa na produção de chopp artesanal é a parte fria. Nela, você trabalhará basicamente com freezers e baldes para maturar e resfriar a cerveja. Você pode usar um freezer industrial, ou até mesmo sua própria geladeira, contanto que tenha um termômetro externo para controlar a temperatura em que a cerveja será mantida. 

Mas afinal, como fazer chopp artesanal?

pessoa tirando chopp na máquina
O uso de matéria prima de qualidade ao produzir chopp artesanal faz com que seu aroma e sabor sejam mais acentuados do que a bebida tradicional.

A principal diferença entre o chopp comum e o artesanal é o aroma e o sabor. O chopp artesanal é produzido com ingredientes especiais e matéria prima de qualidade, que resultam em um aroma e sabor diferenciados à bebida. Enquanto o chopp comum muitas vezes utiliza matérias primas de baixo custo.

Então vamos lá! Agora que você já sabe quais são os ingredientes e os equipamentos necessários, vamos te ensinar como fazer chopp artesanal. Com os quatro ingredientes base em mãos, comece a primeira etapa da produção, que consiste na trituração do malte para assegurar que o amido seja totalmente dissolvido na água. 

Feito isso, inicia-se a maceração. Coloque o malte em um recipiente e adicione água quente. Assim que o amido for dissolvido, o açúcar se formará para ocorrer a fermentação da bebida. O próximo passo é filtrar a maceração, obtendo o mosto. Ele deverá ser esterilizado antes da adição do lúpulo, que trará aroma e sabor para a bebida. Além disso, o lúpulo também contribui na conservação natural do seu chopp. 

Depois, o chopp é resfriado e recebe o fermento. Começa então a fase de fermentação, na qual o açúcar da bebida é transformado em álcool e gás carbônico. Assim que a fermentação acontecer, o chopp artesanal deve ser maturado. É nessa fase que a bebida ganha um aroma e sabor ainda mais acentuado e refinado. Por fim, filtre o seu chopp e ele estará pronto para consumo!

Como transformar cerveja em chopp

Agora que você já sabe como fazer chopp artesanal, deve estar se perguntando qual a diferença entre cerveja e chopp e como transformar uma bebida na outra. Apesar dos processos produtivos do chopp e da cerveja serem semelhantes, há uma diferença entre eles, a pasteurização. Mas você deve estar se perguntando, o que é a pasteurização?

A pasteurização é um processo de esterilização que tem como objetivo aumentar a durabilidade da bebida. O processo expõe a cerveja a uma temperatura inferior a seu ponto de ebulição, seguido de um resfriamento súbito, a fim de eliminar microrganismos nocivos. O chopp não passa pela pasteurização. Já a cerveja, sim. Por isso que, geralmente, o chopp possui prazo de validade menor do que a cerveja.

Além do processo de pasteurização, existe uma outra diferença notável entre cerveja e chopp: a espuma. Existem no mercado alguns aparelhos que prometem transformar cerveja em chopp, produzindo uma espuma espessa para ressaltar o sabor do malte, diminuindo o amargo da cerveja. É uma espécie de chopeira portátil que pode ser acoplada diretamente na sua lata ou garrafa de cerveja. Se você é um amante da bebida, vale experimentar!

Como fazer chopp de vinho

Chopp escuro em uma mesa com cardápio
O chopp de vinho é uma variação muito apreciada da bebida. Para produzi-lo em casa, é necessário adicionar as uvas ao longo do processo de fervura ou fermentação.

Você já experimentou o chopp de vinho? Se sim, com certeza adorou e quer aprender como fazer chopp de vinho em casa. Com um processo de fabricação semelhante ao chopp tradicional, o segredo está no uso de uva, ou mosto de uva, durante uma das etapas. 

O chopp de vinho surgiu na Itália, quando os produtores de cerveja decidiram adicionar uva à bebida. Isso resultou em uma bebida frutada, refinada e refrescante, que logo atravessou o oceano e chegou a todos os países. 

Atualmente, Estados Unidos, Nova Zelândia e Austrália são os maiores produtores da bebida. No Brasil, existem muitas cervejarias artesanais que fabricam a bebida. 

Para fazer o chopp de vinho a uva ou o mosto de uva deve ser acrescentado na etapa de fervura ou fermentação do chopp, ou no momento de seu envelhecimento. Fica a critério de quem produz escolher o momento da adição. Dica: experimente das duas formas e veja como prefere. 

Para produção de chopp de vinho, utiliza-se o mesmo malte da produção de chopp claro, o malte Pilsen. Isso porque ele tem um sabor mais suave, que não se sobrepõe ao da uva, o que torna a bebida mais harmônica. O lúpulo usado no chopp de vinho é sempre em baixa quantidade, para evitar que seu sabor comprometa o sabor da uva. 

Já deu água na boca aí? O chopp é sempre uma boa bebida para acompanhar os melhores momentos com a família e amigos. 

Agora que você já sabe como fazer chopp artesanal, confira ainda mais dicas de receitas deliciosas aqui no blog do Savegnago. Aproveite também para fazer o seu supermercado online e receba suas compras em casa com muita comodidade e qualidade.  

Este artigo foi útil?

Sim Não

Tags

Savegnago

Por: Savegnago

Por: Savegnago

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *